Os Sabores Favoritos dos Americanos

Há quem acredite que a pizza não é exatamente o ponto forte dos americanos ou de longe a número um na preferência nacional.

 

Pode ser que os sanduíches, principalmente o cachorro quente emplaquem no primeiro lugar do ranking de alimentos preferidos, entretanto os números parecem querem desmentir a pouca popularidade que alguns presumem que a pizza possui entre os americanos.

Só para se ter uma ideia, em 2014 a Pizza movimentou US $ 38 bilhões nos EUA e é pouco provável que este número tenha caído até 2018.

Um novo estudo da Harris Poll revelam que a maioria dos americanos não dispensam sua fatia ocasionalmente. A preferência é pelas massas grossas com recheio pepperoni que encabeça a lista de favoritos ao lado das anchovas. Observe os resultados elencados sem sequência de predileção:

1. Pepperoni
2. Salsicha
3. Cogumelo
4. Queijo / planície
5. Cebolas
6. Bacon
7. Presunto / bacon canadense
8. Abacaxi
9. Peppers / Sweet peppers

Como o paradoxo parece marcar o temperamento dos americanos, as anchovas, o abacaxi, o pepperoni, o Peppers / Sweet peppers e todo resto da lista de preferidas também aparece na lista das menos contempladas.

O segundo grupo também contraria o primeiro no requisito borda, pois, revela este revela que quanto mais fina a borda melhor.

Por outro lado, alguns sites apontam não as preferidas, mas as Pizzas mais Populares nos Estados Unidos, como é o caso da Napolitana que saiu da Itália aportou nos Estados Unidos e foi a responsável pela consolidação da pizza na terra do Tio San. EUA. Uma curiosidade é que a Itália recentemente pediu à UNESCO proteção patrimonial sobre a pizza napolitana.  O mais interessante é que a napolitana é uma pizza simplíssima feita de molho, queijo e manjericão.

A segunda mais popular é a califórnia que segue o padrão napolitano com acréscimo de salmão defumado e salsicha de pato. Depois desta vem outras com variações de bordas, recheios, mas até certo ponto primas de segundo grau da napolitana.

Tomate Pizza

Vamos falar de Tomates?

Uma pizza sem molho de tomate, não é uma pizza.

O tomate pode não ser um ingrediente obrigatório no recheio da pizza, mas convenhamos, ele faz toda diferença.

As pizzas italianas são minimalistas, mas cuidadosamente preparadas. E a qualidade é o ingrediente principal do molho de tomate, pois é a ele quem faz integração entre massa e recheio.

Um molho feito de forma artesanal é completamente diferente de um molho de caixinha. É demorado, é trabalhoso, mas garante um paladar inigualável à sua pizza.

Aqui, na Papino, nós preparamos nossos molhos diariamente. Tudo isso para você ter a melhor experiência possível, saboreando sua pizza com a qualidade que você merece.

Tomate como cobertura

Algumas pizzas possuem o tomate como ingrediente da cobertura, sendo complemento ou o elemento principal.

Ele está em destaque na Rúcula com Tomate Seco, na pizza Napolitana,  Calabresa, Margherita, Lombinho, Palmito, Portuguesa, À Moda da Casa e muito mais.

Confira nosso cardápio: Clique Aqui

 

 

 

 

Breve História da Pizza

Ao contrário do que maioria acredita e do fato ser considerada tipicamente italiana, os babilônios, hebreus e egípcios já misturavam o trigo e amido e a água para assar em fornos rústicos há mais de 5 000 anos.

A massa era chamada de “pão de Abraão” e era muito parecida com os atuais pães árabes.

Os fenícios, 3 séculos antes de Cristo, já costumavam acrescentar coberturas de carne e cebola ao pão.

Os turcos também possuíam esse costume durante a Idade Média e, por causa das cruzadas, essa prática chegou à Itália através do porto de Nápoles, sendo, em seguida, incrementada pelos Italianos, dando origem à pizza que conhecemos hoje.

No início, as pizzas continham somente as ervas regionais e o azeite de oliva, comuns no cotidiano da região de Nápoles. Os italianos foram aos poucos acrescentando o tomate, que havia sido recém descoberto na América e levado à Europa pelos conquistadores espanhóis.

O que muitos não sabem é que, nessa época, a pizza ainda não tinha a sua atual forma característica, redonda, mas sim dobrada ao meio, feito um sanduíche ou um calzone.

 

 

 

Pizza – O Prato dos Humildes

A pizza era considereado um alimento de pessoas humildes do sul da Itália, quando, próximo do início do primeiro milênio, surgiu o termo picea, na cidade de Nápoles, considerada o berço da pizza.

“Picea” indicava um disco de massa assada com ingredientes por cima.

Servida com ingredientes baratos, por ambulantes, a receita objetivava “matar a fome”, principalmente a da parte mais pobre da população. Normalmente, a massa de pão recebia, como sua cobertura, toucinho, peixes fritos e queijo.

 

Dia da Pizza

Sim, existe um dia só para ela! A data é comemorada no dia 10 de julho desde 1889, quando o rei Umberto I e a rainha Margherita provaram uma pizza pela primeira vez.

Os reis italianos estavam passando uma temporada na cidade e quiseram provar a famosa receita da região, porém, não era de bom tom a nobreza ir à uma pizzaria.

A receita realizada por Rafaelle Esposito, em Napóles, na Itália, no século XIX, foi recheada com ingredientes que remetiam às cores da bandeira italiana: mussarela (branco), tomate (vermelho) e manjericão (verde), dando origem à pizza Margherita.

 

 

Sem querer, ele inventou também a pizza para entrega ou delivery. Detalhe: os reis adoraram a iguaria!

 

Ingredientes e sabor incomparáveis

A tradicional pizza marguerita italiana é feita com ingredientes frescos e selecionados, o que proporciona ao paladar uma experiência única.

Um exemplo disso é o fato de algumas das melhores pizzarias Italianas utilizarem somente o tomate vesúvio para o molho de suas pizzas margueritas. O tomate vesúvio é típico da região de Nápoles e o manjericão e a muzzarela também devem seguir um rigoroso padrão de qualidade dos produtos da região, para que possam integrar essa deliciosa receita.

Todos os ingredientes são distribuídos sobre a massa, sem exagero nas porções, o que, segundo os mestres pizzaiolos, é um detalhe que confere às suas pizzas um sabor único e especial.

 

Pizza Brasileira x Pizza Italiana

Vinda junto com os imigrantes italianos no século XIX, a pizza italiana sofreu algumas adaptações para conquistar os brasileiros. Vamos dar uma olhada!

 

Massa e bordas
Na maioria das pizzarias do Brasil, é muito comum encontrarmos pizzas com massas bem generosas na espessura e com bordas que se tornam um aperitivo à parte. Hoje, as pizzas mais pedidas em nosso restaurante são as chamadas pizzas de massa pan,  que é alta e crocante por fora, leve e macia por dentro.

Além disso, muitas pizzas possuem as famosas bordas recheadas com algum ingrediente extra, como requeijão, calabresa, queijo cheddar, etc…

Aqueles que visitam a Itália, em especial na região de Nápoles, berço das mais antigas e tradicionais pizzarias do mundo, será comum deparar-se com pizzas feitas sobre uma fina massa e com uma borda muito mais simples.

Em nosso cardápio possuímos algumas opções para quem deseja conhecer a típica pizza italiana, que é feita com uma farinha diferente da farinha tipo 1, mais comum nas pizzarias do Brasil, o que contribui muito para que pizza tradicional italiana tenha essa estética e sabor totalmente diferenciados.

Se você quiser conferir o sabor da verdadeira pizza italizana, não precia viakar até Nápoles para conhferir, peça ao nosso chef!

Reservas Aqui

 

Montagem das pizzas
Para os italianos, o sabor de cada ingrediente deve ser preservado e valorizado. Por isso, exageros nas quantidades e a mistura de muitas variedades de ingredientes estão fora de cogitação nas pizzarias da Itália.

Para os italianos, o sabor da massa e do molho de tomate devem ser sentidos tanto quanto os ingredientes que vão sobre a pizza. Além disso, a pizza italiana é tradicionalmente aberta apenas com as mãos.

Por aqui, nós estamos acostumados a abrir a massa com o rolo de massa e temos dezenas e dezenas de tipos,  sabores e misturas que podem ser divertidas, mas não são nada tradicionais.

 

Na famolsa pizzaria de Nápoles, L’Antica Pizzeria da Michele, que ficou conhecida pela passagem da personagem de Julia Roberts no filme “Comer, rezar e amar” ― são servidos apenas dois tipos de pizza: a tradicional marguerita e a pizza marinara.

 

 

 

 

 

 

Sabores de Pizzas mais consumidas na Itália

Além da Margherita, as receitas mais servidas na Itália são:

MARINARA: temperada apenas com molho de tomate, alho, orégano e azeite de oliva;

DIAVOLA: base com ingredientes da Margherita com salame picante (ou peperoni);

PROSCIUTTO E FUNGHI CHAMPIGNON: molho de tomate e queijo mussarela permanecem como base, mas são cobertos com fatias de presunto e cogumelos;

4 STAGIONI: esta pizza é dividida em 4 partes, com 4 ingredientes diferentes (cogumelos, presunto, alcachofra e azeitonas pretas), mantendo a base com molho de tomate e mussarela;

BOSCAIOLA: mussarela, cogumelos e linguiça.

MARE E MONTI: molho de tomate, mussarela, cogumelos, camarões, alho e salsinha.

 

Fontes:

Pizzerie d’Italia del Gambero Rosso
Wikipedia

Ci vediamo presto, Marcus!

Hoje, é a despedida do nosso pizzaiolo Marcus.

É um dia triste para nós, sim. Mas é um dia especial, pois sabemos que nosso amigo realizou um grande sonho de ser policial.

Desde que nosso amigo Marcus entrou em nossa pizzaria, sabíamos que ele teria apenas uma passagem por aqui.
Desde sempre vi um menino dedicado aos estudos, decidido a conquistar seu sonho. Ler mais

Reservas

Venha conhecer nossos ambientes finamente decorados e desfrute de todas as nossas receitas deliciosas elaboradas por nossos chefs.

Caso você possua alguma intolerância alimentar ou restrição calórica, temos diversas opções em nossos cardápios. Se você não encontrar nenhuma opção que lhe agrade, peça ao nosso chef para preparar algo especial para você!

 

Para seu maior conforto e comodidade, faça a sua reserva on-line com antecedência!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  •  Preencha o formulário abaixo com as informações solicitadas para sua reserva.
  • Após o envio das informações, aguarde a confirmação de sua solicitação de Reserva pelo Restaurante Papino
  • Nós verificaremos as disponibilidades de data e horário de sua escolha.

 

Formulário de Reserva

 

Pizza Ingredientes e Substitutos para uma Boa Massa

No geral, uma boa massa de pizza não tem segredos em seus ingredientes e você pode usar alguns subistitutos de acordo com suas necessidades.

Você vai precisar dos seguintes ingredientes para uma massa de pizza:

  • Farinha de trigo
  • Fermento
  • Água
  • Óleo
  • Açúcar
  • Sal

Algumas outras receitas de massa de pizza levam também o Leite, Ovos e algumas até ganham um ingrediente inusitado: pinga/cachaça.

 

Cada um dos ingredientes da massa de pizza contribui para o sabor e qualidade da sua pizza, vamos conferir abaixo os detalhes dos principais ingredientes de uma boa massa de pizza o que cada um deles faz para sua massa ficar perfeita!

 

Massa de Pizza Ingredientes e Substitutos

 

Farinha de trigo

É o chamado carro chefe da massa e pode variar drásticamente o sabor final da pizza. A qualidade da farinha de trigo influencia diretamente no sabor da massa.
A farinha de trigo comum possui a gliadina e a glutenina que, juntas, formam o glúten (que retém o gás carbônico formado na fermentação e garante elasticidade na massa).
Uma farinha de trigo é completamente diferente da farinha de trigo integral, que proporciona diferentes graus de consistência, crocância e leveza à massa.

Massas de pizza sem glúten são menos elásticas que as tradicionais.
Para quem é intolerante ao glúten ou não desejar usar farinha de trigo, existem outros tipos de farinha para substituir, como:

  • Farinha de arroz: responsável por deixar a massa mais “encorpada”;
  • Fécula de batata: confere maior leveza à massa;
  • Polvilho doce: junto à farinha de arroz e à fécula de batata, ajuda a dar “liga” à receita

Outros ingredientes substitutos podem ser a tapioca, a chia, a farinha de linhaça, de banana verde, de maracujá, de milho ou de gergelim.

 

Fermento

O fermento é um ingrediente composto de seres vivos, como fungos microscópicos – chamados leveduras – que se alimentam de açúcar e liberam gás carbônico e álcool/etanol.
Quando a massa é aquecida no forno, as leveduras se multiplicam, ingerindo o açúcar e o amido contido na farinha de trigo.
O processo se finaliza com a liberação de gás carbônico – que é o responsável pelo crescimento da massa – e de álcool, que confere sabor à massa da pizza.

 

Água

A quantidade de água da massa afeta diretamente a sua consistência. A água é responsável pela hidratação das proteínas da farinha (importante para a formação da rede de glúten que permitirá a gelatinização do amido, ou seja, a formação de uma “pasta”).

Outro fator importante está relacionado ao fermento.
O fermento pode ser cultivado pela população dentro de casa, mas hoje em dia, é claro que a preferência e a facilidade nos levam ao uso do fermento industrializado, que em um processo de secagem industrial, é convertido em pó, tornando as leveduras inertes.
Ao adicionar água na hora de fazer a massa, elas voltam a ficar ativas.

Todos estes processos facilitam a digestão do amido, possibilitando o espessamento, estrutura e textura ideais da massa de pizza.

 

 

 

Óleo

O óleo utilizado na produção da massa possui a capacidade de “lubrificar” o glúten, facilitando a expansão da massa.
Pizzas que não possuem o óleo como ingrediente, acabam tendo o seu volume total reduzido.
Resumindo: o óleo é o responsável direto pelo aumento significativo do volume da massa, melhorando a sua textura e deixando a pizza mais macia.

Pizzas de baixas calorias podem trazer óleo de coco ou óleo de girassol como substitutos ao óleo comum.

 

Açúcar

O açúcarserve como fonte de carboidrato para o processo de fermentação da massa de pizza. O ingrediente proporciona uma textura mais suave na sua parte interna da massa e também aumenta sua durabilidade.

 

Sal

Ingrediente indispensável para uma boa massa de pizza, o sal contribui não só com o sabor da massa, como vai além, ao deixá-la mais “forte” por aumentar a resistência à extensão do glúten.
O sal também é responsável por controlar o processo de fermentação (que é acelerado pela adição do açúcar).

 

Ovos

O ovo é um ingrediente importante para quem deseja conferir maciez à pizza. Ele proporciona maior “liga” e reduz o efeito “quebradiço” da massa. Pizzas sem ovos possuem a massa mais firme e crocante, por isso, vai do gosto de cada um usar Ovos como ingrendiente.

 

Leite

Algumas receitas de massa de pizza levam leite como ingrediente. O leite eleva a capacidade de fermentação da massa e também contribui para a formação de uma crosta mais clara e macia. O valor nutricional de uma pizza que leva leite, também é maior, porém, algumas pessoas são intolerentes à lactose, o que pode ser um problema.

Pizzas sem lactose não podem conter leite e derivados em sua formulação. Para isso, pode-se utilizar a receita da verdadeira massa de pizza italiana (que contém farinha de trigo, fermento, sal e água).

 

Cachaça/Pinga

A cachaça é um ingrediente usado comumente em massas de pastel, cuja propriedade é deixar a massa “sequinha”.

Para aqueles que gostam de uma massa mais seca e crocante, que tal experimentar a bebida também na massa de pizza?

Nas receitas de massa de pizza com cachaça, o indicado é usar uma cachaça branca, que não passou por madeira para combinar com os demais ingredientes da pizza.

Para usar a cachaça em sua massa é bem simples, basta dissolver o fermento, o sal, o açúcar e a cachaça em um pouco de água morna. Simples!

 

Agora você já sabe as principais funções de cada um dos ingredientes de uma massa de pizza. Conhecendo também alguns subistitutos, você variar suas receitas e criar sua favorita.

Aproveite para conhecer nosso cardápio de pizzas especiais e venha conhecer nossos novos ambientes!